Olimpia 24 Horas

SEVERÍNIA - Câmara recebe denúncia com pedido de cassação do vereador Ulysses Terceiro

Postado em: 10/11/2017

Documentos mostram que Ulysses recebia dinheiro de ambulantes mas não repassava para os cofres públicos 

(Foto: Ulisses Terceiro, vereador de Severínia) Uma denúncia protocolada na Câmara Municipal de Severínia na tarde da última segunda-feira, dia 06, promete abalar as estruturas do poder legislativo daquela cidade. Isso porque atinge de forma contundente o vereador Ulysses Terceiro, principal opositor ao governo do prefeito Celso da Usina, e que pede até a cassação dele. Inclusive,  um pedido do vereador foi aprovado na última sessão da câmara para a abertura de uma investigação contra o atual prefeito. Mas, seria Ulisses tão honesto assim para acusar terceiros e se julgar acima da Lei?  E a vidraça?

Pois bem! O OLIMPIA24HORAS teve acesso ao robusto e impactante material que compõe essa acusação contra o "honestíssimo" vereador.

O denunciante Jefferson Marcelo Cabral fez sua denúncia com pedido de cassação, fundamentando que o vereador Ulysses Terceiro foi servidor da prefeitura de 2006 a 2008 exercendo o cargo de supervisor técnico administrativo, e no uso de suas atribuições se apossou indevidamente de quantia que deveria ser repassada aos cofres públicos, referente ao recolhimento de taxa de licença de ambulante.

Anexado a denúncia está um recibo assinado pelo próprio Ulysses, também uma surpreendente declaração registrada em cartório de um empresário atestando que passou dinheiro diretamente nas mãos de Ulysses, e um conjunto de extratos bancários da prefeitura que provam que o dinheiro nunca chegou ao seu destino final, o Fundo Social de Solidariedade.

A denúncia contra o vereador e pedido de abertura de investigação deve ir em votação na próxima Sessão Ordinária da Câmara, a ser realizada na segunda feira, 20 de novembro, e precisa de apoio de pelo menos 06 dos 11 vereadores para ser instaurada.

Em tempo...

Na última Sessão Ordinária, realizada no dia 06, os vereadores aprovaram por unanimidade a abertura de investigação, também com pedido de cassação do prefeito Celso da Usina. A denúncia foi protocolada pelo senhor Carlos Jorge, suplente do vereador Ulysses Terceiro, que acusa o prefeito de não ter respeitado uma Lei Municipal de 2003 que estabelece um teto de 30% na cobrança da tarifa de esgoto. Mostramos aqui neste portal, que já existem três decisões favoráveis do Tribunal de Justiça de São Paulo, dizendo que o reajuste de 50% é legal, e que apenas o prefeito deve estabelecer os reajustes conforme a necessidade de equilíbrio financeiro da autarquia responsável pela prestação de serviço. 

E AGORA JOSÉ?
Basta agora sabermos se os vereadores manterão a mesma vontade de investigação que tiveram com o prefeito para também investigar o colega de casa vereador Ulysses Terceiro, que se propaga aos quatro cantos, até ofendendo pessoas (como este jornalista), que ele sim é honesto. E olha que desta vez a denúncia é bem mais comprometedora. VEJA TODOS OS DOCUMENTOS QUE COMPROVAM QUE O VEREADOR NÃO É TÃO HONESTO ASSIM COMO AFIRMA AO ACUSAR PESSOAS.

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais