Olimpia 24 Horas

SELARIA ROSSI - Com quase 70 anos tradicional empresa é reinaugurada em Olímpia

Postado em: 12/11/2016

Selaria Para Todos, de Alpídio Rossi, uma empresa com quase 70 anos de uma linda história em Olímpia. História que não vai parar, graças ao filho Reinaldo Rossi, que agora será o protagonista e escreverá os próximos capítulos...

Alpídio Rossi e o filho Reinaldo Rossi, seu sucessor na famosa e tradicional empresa olimpiense

Fotos e texto: Julião Pitbull/Olimpia24horas - A manhã deste sábado, 12 de Novembro, em Olímpia vai ficar mais uma vez para a história. É que foi reinaugurada, sob aplausos, choros, e muitas emoções, a tradicional Selaria para Todos, para quem não sabe, simplesmente a Selaria Rossi, uma das casas comerciais mais antigas e tradicionais da cidade, com quase 100 anos (na verdade 70) de uma linda história, história essa que graças ao empenho e dedicação de Reinaldo Rossi, filho de Alpídio Rossi, a empresa vai continuar e a todo vapor. E detalhe, agora com muitas novidades e inovações saídas e pensadas da cabeça de um jovem e grande admnistrador, Reinaldo Rossi.

Alpídio Rossi, relembrando os velhos tempos

"Foi tudo surpresa para meu pai Julião, ele que começou a trabalhar nesse ramo em 1.947. Para você ver Julião, poucos aqui hoje eram nascidos" disse o emocionado Reinaldo Rossi durante o evento na manhã de hoje ao jornalista "Julião Pitbull" do Olimpia24horas que fez a cobertura completa do evento. Questionado se foi o pai que pediu para que ele continuasse tocando a famosa empresa, Reinaldo respondeu na lata: "Imagina! Ele não pediu nada, eu que quis fazer este presente especial para o meu pai" falou Reinaldo que estava ao lado da única irmã, Rosa Rossi, e claro, os dois muito emocionados ao lado do "velho guerreiro".

Novos e "velhos" amigos da Selaria Rossi

Muitos novos e "velhos" amigos de Alpídio Rossi, fizeram questão de cumprimentá-lo ao lado do filho Reinaldo Rossi. Foram muitas emoções e lembranças de tempos que Alpídio jamais esquecerá. "Eu devo muito à Olímpia. Vim de Ibirá para Olímpia com apenas 1 anos de idade e aqui fiz minha vida, criei meus filhos e hoje só tenho a agradecer o povo e a cidade que me acolheu com o maior carinho do mundo. Não tenho nada contra e não me arrependo de nada, pelo contrário, aqui só fiz amigos" falou o Senhor Alpídio Rossi, prestes a completar 70 anos só de empresário do ramo em Olímpia.

Flavio Vedovato, presidente da ACIO, também fez questão de cumprimentar a família Rossi por quase um centenário acreditando em Olímpia 

Só para se ter uma noção, neste último prédio da rua Síria, 413, esquina com a rua Bernardino de Campos, prédio da família que como Alpídio mesmo diz, "comprado com muito trabalho e suor", a empresa completará no ano que vem 70 anos.

O prefeito eleito Fernando Cunha prestigiou o evento ao lado do presidente da ACIO, Flavio Vedovato e da tradicional família Rossi

A NOVA SELARIA ROSSI
Na nova e remodelada empresa se encontra de tudo um pouco. Por exemplo, selaria em geral, acessórios e adereços para montarias, ferramentas, ferragens, roupas e botas country, chapeus, bonés, laços, fivelas, canivetes, chaveiros, muita coisa de Pet Shop e uma infinidade de produtos. E mais, a Selaria Rossi é também revendedor autorizado Barretesão.


O COMEÇO DE UMA LINDA HISTÓRIA DE SUCESSO...
Após chegar em Olímpia com apenas 1 ano de idade, com apenas 16 anos Alpídio Rossi foi trabalhar na selaria do irmão Osvaldo Rossi onde ficou durante 5 anos. Depois, jovem ousado e muito batalhador, feita a lição de casa resolveu ser o dono do próprio negócio e montou a sua selaria mas na própria casa, a poucos metros do prédio atual. Lá os negócios foram crescendo muito e chegou a hora de alçar novo voo, foi quando ele comprou o prédio onde hoje funciona a tradicional empresa e montou a Selaria para Todos, que na verdade acabou ficando conhecida como Selaria Rossi como é até hoje. Continue vendo abaixo...

O COMEÇO DE TUDO - O guerreiro Alpídio Rossi posa em sua velha companheira máquina que o acompanhou nesses 70 anos

Rubens Ferrante, amigo e fiel companheiro de Alpídio ao longo dos anos e que também ajudou a construir essa linda história de sucesso em Olímpia


VEJA ABAIXO UMA MATÉRIA ESPECIAL DO JORNALISTA  "JULIÃO PITBULL" FEITA ANOS ATRÁS COM ALPÍDIO ROSSI...

Nesta semana o repórter Julião Pitbull entrevistou um dos mais antigos comerciantes da cidade, Alpídio Rossi, 86 anos de vida e 82 de Olímpia. Nascido em Ibirá-SP, Alpídio veio para Olímpia com apenas 1 anos de idade. Aqui, a família foi viver num sítio chamado "Belo Jardim" no bairro Tamanduá. Lá, Rossi trabalhou desde os seis anos de idade. "Naquela época a gente limpava cada pé de café com as mãos e plantava arroz também".



Alguns anos depois a família se mudou para o centro da cidade e o pai de Rossi passou a negociar gado. Alpídio foi para a escola. Estudou primeiro no Anita Costa e depois encerrou os estudos no Reis Neves. A profissão voltada para a selaria surgiu quando um irmão de Alpídio, Osvaldo, resolveu vender a Selaria em Tanabi-SP e montar uma em Olímpia, onde hoje fica o "Bar Ganha Pouco".

E foi lá que Alpídio aprendeu as primeiras lições e a honrada profissão. Depois, a Selaria mudou para onde hoje fica o Tome e Leve. Depois de cinco anos como empregado do irmão, Alpídio resolveu montar a sua própria Selaria junto com o pai Angelo, em casa mesmo, na Rua David de Oliveira. Depois, como o negócio familiar cresceu muito eles mudaram a empresa para onde hoje fica o Despachante Baldan.

Muito carinhoso com os animais, aqui Rossi ao lado de seu outro grande companheiro

Como o irmão Osvaldo vendeu a selaria dele, Alpídio e o pai (Angelo) ficaram praticamente sozinhos no negócio e no ramo. E um detalhe muito curioso na história dessa família é que o filho (Alpídio) foi quem ensinou a profissão ao pai (Angelo). E foi só sucesso dali para a frente.

Rossi relembra os velhos tempos da Orcavale

Anos depois, Alpídio perdeu o pai mas não desanimou da profissão e com o dinheiro que ganhou comprou toda a esquina das Ruas Bernardino de Campos com a Síria, onde está até hoje. Se passaram quase 70 anos e a "Selaria Para Todos" está de até hoje. "Fizemos arreios e produtos artesanais para quase todos os estado do Brasil, e eu me orgulho muito de ter mandado arreio até para Portugal".

PEÇAS ESPECIAIS PARA O MUNDO
Lógico, com o sucesso dos peões brasileiros nos EUA é muito difícil que lá também não tenha um arreio feito pelas mãos dos "Rossi". E o sucesso do negócio não parou. Com as economias, Alpídio comprou o "Sítio Estrela Dalva" no Tamanduá.

Junto com essa felicidade veio o casamento com Maria Pura Lopes, com quem teve os filhos Reinaldo (Agrônomo) e Rosa Maria (comerciante). Hoje, Alpídio Rossi, de uma família composta pelos irmãos Rosa, Amélia, Orlando, Osvaldo, todos já falecidos, inclusive os pais, se diz orgulhoso de tudo que viveu aqui e confidencia ao jornalista "Julião Pitbull""Espero chegar aos 100 anos", pedido que creio vá chegar com tranquilidade! 

Alpídio lamenta apenas a situação em toda a sua vida, a da esposa acamada há 15 anos e chora pela primeira e única vez na entrevista ao repórter "Julião". Não dá para falar na Selaria sem lembrar de, Rubens Ferrante, há 55 anos trabalhando na selaria ao lado do inseparável Alpídio, selaria que no auge chegou a ter quase 10 funcionários.

"Hoje acabou! Antigamente vinha empregado de Barretos e de outras cidades. A gente atendia 25 fazendas e fabricava  arreios de carroça, carro de boi. Fora isso eram encomendas para todo o Brasil. Naquela época eu vendia mais de 300 botinas para os funcionários da Usina, calças de lona, hoje acabou tudo isso. Hoje, ainda faço arreios de montarias para Goiás, Pernambuco e outros, mas, não é como antigamente", lamentou Alpídio.

Entre os maiores clientes e amigos lembra de Badih Aidar, Dionésio Barbosa e de João Baraldi, radialista que diz ouvir até hoje pelo rádio. Apolítico, explica a birra desde a época que era o presidente da Orcavale, grupo que organizava as festas de peões da época em Olímpia. "Como o OFC parou uma vez nós pegamos e estádio para fazer as festas mas um vereador da época atrapalhou tudo". Depois disso Rossi nunca mais gostou de política, e olha que foi até convidado para tentar a vereança, convite que declinou. "Eu tenho o nome limpo e amizades com todo mundo, ninguém fala um "a" de mim, agora, se tivesse entrado na política poderia não ser assim", palpita.

Rossi concorda que Olímpia explodiu por conta do Thermas e credita tudo ao Benito Benatti. Sobre a Olímpia de ontem relembra que foi um dos fundadores da ACIO. "Eu assentei os primeiros 5 tijolos lá da ACIO" revelou.

Rossi reclama dos vereadores e a única coisa que valoriza e elogia (em termos políticos) é com relação ao Título recém conquistado que elevou Olímpia a uma Estância Turística. "Isso dou à favor dele (Prefeito). Ele merece! Ele mudou a cidade", afirma. Por outro lado, reclama que ainda falta muita coisa. Ainda nesse "campo minado" da política, Rossi diz que dos prefeitos que viu, gostou muito de Wilquem Neves, "ele revolucionou Olímpia!".

Sobre esses 84 anos de vida (no dia da entrevista anos atrás) em Olímpia se diz "feliz e realizado e revela que o dia que sua missão chegar ao fim, não levará nenhuma mágoa, só alegrias, grandes amizades e bons momentos vividos". Aos 86 anos (no dia da entrevista), muito lúcido ainda, Rossi termina a entrevista emocionado e com uma frase muito marcante, "Quero deixar tudo de bom pra Olímpia e que os meus familiares tratem todos com a mesma bondade e respeito que eu fui tratado aqui".

O velho guerreiro Rossi ainda nos surpreende com um pedido e uma frase; "Quando eu passar, que a selaria encerre também o seu ciclo". E termina com outra frase muito marcante, "falou em Selaria Rossi em Olímpia, é eu (sic), Alpídio! Falou Rossi cai aqui!" contou o entusiasmado Alpídio Rossi batendo no peito onde bate um coração verdadeiramente olimpiense. Coração de quem com sua simplicidade, honestidade e carisma, conquistou um patrimônio que dinheiro nenhum paga nesse mundo: A DIGNIDADE. Essa é a que fica!

Nós do Olimpia24horas só lamentamos uma pequena coisa, e até com muita alegria, que nos desculpe o Senhor Alpídio Rossi. É que Reinaldo, o filho, fez de conta que não ouviu o pedido do pai (que a empresa encerre seu ciclo no dia que ele partir), pelo contrário, pensa Reinaldo: "Vamos continuar essa história de sucesso até o dia que Deus nos der forças e que meu pai ainda continue conosco por muitos e muitos anos, nos vendo dando continuidade ao que ele mais gostava de fazer, atender e bem o povo olimpiense.

Tomara que não chegue esse dia nunca, mas quando chegar, Alpídio Rossi deixará um legado especial aos filhos e familiares: "Com simplicidade, amor, respeito e carinho, tudo se consegue nesse mundo". E sobre essas três coisas, Amor, Respeito e Carinho, Reinaldo tem de sobra, e com certeza, escreverá novos e belos capítulos dessa linda história de quase 100 anos na cidade. 

E essa foi, entre as mais de 300 fotos, a imagem mais marcante de hoje, imagem que mostra um carinho e amor mais que especial de filho para com pai, e vice-versa, aliás, carinho e amor que faltam em muitas famílias por aí. Parabéns Reinaldo! Que sirva de exemplo essa sua lição de hoje...


Esta é uma simples homenagem do Olimpia24horas aos amigos Alpídio e Reinaldo Rossi, afinal de contas, vocês merecem! Obrigado pela amizade de vocês!  (Julião Pitbull - Jornalista)

Jornalista Julião Pitbull, Alpídio Rossi e Reinaldo Rossi, da nova e moderna Selaria Rossi para a história do Olimpia24horas


SELARIA PARA TODOS - SELARIA ROSSI 
Revendedor autorizado Barretesão

Rua Síria, 413, centro, Olímpia-SP. 
Telefone (17) 3281-1756


VEJA ABAIXO TODAS AS FOTOS DA REINAUGURAÇÃO HOJE E AS FOTOS DA ENTREVISTA FEITA ANOS ATRÁS COM ALPÍDIO ROSSI

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais