Olimpia 24 Horas

QUE FRIA! Polícia Civil esclarece Furto de parte de carga de sorvetes e prende dois

Postado em: 08/02/2018

Na manhã desta quinta-feira, 08, dois homens acabaram presos acusados de crime de Furto Qualificado. Eles teriam desviado (furtado) parte de uma carga que deveria ser descarregada no Iquegami Supermercados de Olímpia.

Funcionários da transportadora de Ribeirão Preto durante o flagrante na delegacia de Olímpia

Segundo o BO/PC registrado na delegacia de Olímpia por volta das 9h23 da manhã foram presos em flagrante Luiz Carlos Alvarenga Neto, 30 anos, casado, motorista, morador do bairro Simioni em Ribeirão Preto e Edenilson Ferreira Dias, 42 anos, ajudante de entregas, também casado e morador do bairro Ipiranga, também em Ribeirão Preto.

Consta no BO/PC que logo pela manhã chegou no Iquegami Supermercados um caminhao carregado com Sorvetes da Kibon tendo como motorista Luiz Carlos e como ajudante Edenilson. O conferente M.A.P.C. já estava na empresa aguardando as entregas na loja 08 da rua Manoel Zanin, Jardim Santa Ifigênia.

A VERSÃO DO CONFERENTE DO IQUEGAMI
O conferente como de praxe disse que pegou a nota fiscal e encaminhou cópia para a matriz da empresa em Bebedouro. Mas, enquanto aguardava a autorização o motorista e seu ajudande saíram do local com o caminhão, pensou o conferente, certamente para fazer outras entregas na cidade. Instantes depois chegou a autorização para os funcionários descarregarem a carga.

CAMINHÃO SAI E RETORNA UMA HORA DEPOIS
Cerca de 1 hora depois o caminhão retornou e os funcionários passaram a descarregar a carga e colocando na plataforma. Ato contínuo o conferente fez a conferência se utilizando de um equipamento chamado Coletor de Código de Barras já que ele não estava com a nota fiscal naquele momento.

Os funcionários inseriram no sistema da empresa as informações relatadas, ou seja, a quantidade de cada sabor e o conferente ia registrando. Logo após isso a central verificou a quantidade e, estando tudo correto, comparando com a respectiva nota fiscal lançada no sistema, foi dada a liberação para os entregadores guardarem os produtos no freezer. Nisso, o conferente continuou seu trabalho conferindo outras mercadorias e, passado algum tempo, o encarregado L.H.C. se dirigiu ao depósito solicitando a nota fiscal para uma nova conferência, sob a alegação de que estava havendo uma divergência à menos do produto, comparado com a nota e a carga descarregada na plataforma. Ao conferir novamente L.H. apurou que faltavam 40 potes de sorvetes. Imediatamente a Polícia Civil foi acionada para ir no local. Lá, Quilles deu voz de prisão em flagrante aos dois, Luiz Carlos e Edenilson, e decidiu levar eles e as partes para a delegacia para apurar os fatos. Também o supervisor da Kibon, E., foi acionado para comparecer na delegacia onde o caso seria apurado e registrado.

Com a chegada do supervisor na delegacia ele conferiu a carga e não viu divergência. No entanto, instantes depois o conferente soube que os dois funcionários haviam confessado ao policial Quilles o desvio de parte da carga. E mais, os dois contaram até onde deixaram os potes de sorvetes. E a polícia civil foi atrás dos produtos que estavam faltando.

A VERSÃO DO COMERCIANTE ONDE PARTE DA CARGA ESTAVA GUARDADA
Numa sorveteria de Olimpia os policiais civis encontraram 53 potes de sorvete. Questionado sobre a carga no local o dono contou em sua versão que a sorveteria dele não revende produtos da Kibon há mais de um ano. Que antes da 11 horas da manhã, com o comércio ainda fechado, apareceram no local os funcionários, ocupando um caminhão, e pediram para guardar no local 13 fardos de sorvete sob a alegação de que estavam com problemas nas entregas mas que logo voltariam para pegar de volta. Só que mais tarde quem apareceu lá foi a Polícia Civil e apreendeu todos os potes. O dono da sorveteria afirmou ainda que não iria comprar os produtos e que apenas fez um favor a Luiz e Edenilson. Que ele nunca guardou nenhuma mercadoria para eles sendo portanto a primeira vez, disse o comerciante. E por fim que os produtos vendidos em sua sorveteria são de fabricação própria.

A VERSÃO DO ENCARREGADO DO IQUEGAMI
Já o encarregado do Iquegami Supermercados, L.H.C., disse em sua versão que nesta semana constatou um desfalque de 300 potes de sorvete na empresa e que por ordem de seus superiores ele foi conferir a carga antes que ela fosse colocada nos freezers para venda. Que só na data de hoje faltavam 40 potes aproximadamente mas outros 11 potes já haviam sido desviados (furtados) da loja do Harmonia, ou seja, totalizando só nesta quinta a quantidade de 52 potes, produto que estava guardado na sorveteria da COHAB I. O encarregado deixou claro que não poderia afirmar se foram os dois funcionários, Luiz Carlos e Edenilson, que desviaram os 300 potes, embora as entregas em Olímpia sempre foram realizadas por eles.

L.H. finalizou seu depoimento informando que também pela manhã, após descarregar na loja do Harmonia, os mesmo funcionários saíram com o caminhão mesmo antes da autorização retornando ao local mais tarde. Depois, na delegacia descobriu-se que 11 potes daquela loja haviam sido desviados.

A VERSÃO DO ACUSADO LUIZ CARLOS AO LADO DE LEO BOM
Acusado de Furto Qualificado, Luiz Carlos, na frente do advogado Leo Bom, ele que fora acionado por familiares dos presos em Ribeirão Preto, disse em seu depoimento que trabalha como motorista na empresa há 3 anos, não tem (tinha né?) antecedentes criminais. Que nesta data estava entregando sorvetes (Kibon) no Iquegami da avenida Aurora Forti Neves e que quando desembarcaram a mercadoria e quando estavam prestes a colocá-la nos freezers chegou o encarregado e conferiu novamente. Luiz disse que ao terminar o funcionário só disse para eles não saírem e 30 minutos depois ele retornou ao local com vários funcionários, proprietário e policiais. Que eles disseram que estava errada a carga e que no local havia câmeras de monitoramento.

Que detido juntamente com seu colegado Edenilson, eles foram levados para a delegacia de Olímpia.

Na delegacia, questionados pelos policiais eles acabaram confessando o Furto de 10 caixas de sorvete. Que eles tiveram a ideia de ficar com parte da carga e já tinham combinado tudo

Luiz finalizou afirmando que esta foi a primeira vez que eles fizeram isso e que não tinha nem noção do valor do sorvete desviado e furtado. E por fim, que se arrependeu de ter praticado tal ato...

DELEGADO RATIFICA A PRISÃO EM FLAGRANTE
Ouvidas todas as partes o enérgico delegado Ricardo Afonso Rodrigues ratificou a prisão em flagrante dos dois funcionários da empresa que transportava os produtos para a Kibon, sendo ambos autuados por Furto Qualificado. Após o registro do flagrante eles ficaram à disposição da Justiça e deverão passar por Audiência de Custódia nesta sexta-feira (09).

LEO BOM ACOMPANHA O CASO E DEFENDE A DUPLA
Acionado por familiares de Ribeirão Preto, o defensor Leo Bom rapidamente compareceu na delegacia de polícia de Olímpia onde acompanhou todos os detalhes do flagrante.

Leo Bom, durante o flagrante na delegacia, disse ao OLIMPIA24HORAS que nesta sexta-feira, 09, na Audiência de Custódia no Forum de Olímpia, ele deve livrar os dois presos da cadeia. Claro, Leo vai usar a tese de que eles são primários, são casados, tem famílias, tem residencias fixas e aquela mesma coisa de sempre. 

E claro, junta-se a tudo isso um sistema penitenciário corroído e arcaico, super lotado e capengando, no final tudo isso acaba influindo na hora de chancelar uma prisão ou não, ainda mais de "dois trabalhadores" que por "uma única vez" na vida perderam a cabeça e aprontaram...

Diante desses argumentos todos pode até ser mesmo que Leo Bom os livre da cadeia, mas, aguardemos...

POLÍCIA DEVOLVE TODA A CARGA FURTADA
Graças a atuação do Investigadir Quilles e de seus colegas de SIG, no final, a Polícia Civil de Olímpia fez a devolução de toda a carga que havia sido desviada e furtada da empresa olimpiense Iquegami Supermercados.

É a Polícia Civil de Olímpia, também sempre atenta e pronta para defender a sociedade de Bem.

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais