Olimpia 24 Horas

MORTE SUSPEITA - Idoso de Campinas morre na Santa Casa de Barretos com tiro de Calibre 12

Postado em: 10/11/2018

(Santa Casa de Barretos onde o morador de Campinas morreu nesta semana supostamente vítima de tiro de espingarda calibre 12) Morador na cidade de Jundiaí, São Paulo, o bancário R.F.G., 31 anos, esteve no Distrito Policial de Barretos informando que seu pai, senhor José Egídio Gava, 70 anos, morador em Campinas, São Paulo, teria falecido na Santa Casa de Barretos, após ter sido alvejado por um disparo acidental de arma de fogo.

Segundo consta, o senhor José Egídio costumava vir a Barretos visitar a família de sua esposa, de nome Marlene, e segundo o seu filho, desta vez ele veio, não sabendo o filho mencionar a data precisa, mas que no final de semana já estava em Barretos, e no domingo (04/11/2018) a vítima teria sofrido acidente com disparo de arma de fogo que culminou em acertá-lo em seu abdômen, sendo na ocasião levado até a Santa Casa de Barretos, também não sabendo o filho informar quem levou seu pai ao hospital, mas que foi algum familiar da senhora Marlene.

Em razão disso o bancário veio para Barretos, ficando no hospital com seu pai desde a segunda-feira (05/11/2018), não conseguindo conversar com ele, pois a vítima estava sedada depois de passar por procedimentos cabíveis, porém, sem êxito, vindo a vítima a óbito na Santa Casa.

Também foi informado pelo senhor R.F.G., que seu pai possui uma espingarda calibre 12 tornando conhecimento que ele estava limpando a tal arma, quando acidentalmente disparou vindo, a acertá-lo, mas o declarante não soube dizer exatamente onde ocorreu o disparo, esclarecendo que familiares da senhora Marlene, lhe informaram que no momento dos fatos, a vítima encontrava-se juntamente com um amigo, o qual o declarante conhece apenas por “Cláudio”, cujo telefone foi passado aos policiais civis.

Por fim o bancário relatou que no hospital, a equipe médica que atendeu seu pai, informou que quando da entrada da vítima naquele hospital, ele alegava que ele mesmo disparou a arma de fogo acidentalmente.

No momento do registro desta ocorrência policial, os investigadores Nicolas e Walter, realizaram diligências e encontraram em uma residência localizada na Praça Santa Helena, bairro Marília, a arma de fogo que supostamente foi disparada, causando a morte do senhor José Egídio Gava.

O caso foi registrado como morte suspeita/morte acidental, e a Policia Civil está investigando o caso.

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais