Olimpia 24 Horas

MONSENHOR ANTONIO - BATISMO DO SENHOR: O BATISMO DO CRISTÃO

Postado em: 12/01/2020

O evangelista, diz: “Maria deu à luz ao seu filho primogênito.” Esta afirmação nos deixa com a curiosidade em descobrir quais são os outros filhos? A resposta está clara nos primeiros capítulos da Bíblia e é confirmada com a vida e as palavras de Jesus. Maria é a mulher, escolhida por Deus para ser a Mãe do seu povo e um exemplo a ser imitado por todas as mães cristãs. Jesus é chamado de primogênito por ser a primeira criatura humana que reconhece a Deus como Pai, vive fiel aos seus ensinamentos, deixando o exemplo a ser imitado por todos os que desejarem ser filhos de Deus e recuperar a amizade que tínhamos perdido pelo pecado dos nossos primeiros pais. Por isso, todos os detalhes da vida de Jesus devem servir-nos de exemplo.

          Começando pelo batismo de Jesus. Ele não precisava receber o batismo para receber o perdão do pecado, porque Ele não tinha pecado. Mas Deus o fez pecado para reparar os pecados de todo o povo. O sacramento do batismo nos faz filhos de Deus, recuperando a nossa amizade com o Pai e o nosso relacionamento fraterno com os irmãos.

          Isaías (42,1-7) nos fala em nome de Deus. São palavras dirigidas primeiro, à pessoa de Jesus, como filho de Maria e Seu primeiro filho adotivo, mas vão dirigidas a todos outros que, imitando o seu exemplo e seguindo  os seus ensinamentos, farão parte da grande Família do  Pai que está no céu. Para todos, diz: “Assim fala o Senhor: ´Eis o meu servo- eu o recebo; eis o meu eleito- nele se compraz a minha alma; pus o meu espírito sobre ele, ele promoverá o julgamento das nações. Ele não clama nem levanta a voz, nem se faz ouvir pelas ruas. Não quebra uma cana rachada, nem apaga um pavio que ainda fumega, mas promoverá o julgamento para conhecer a verdade. Não esmorecerá nem se deixará abater, enquanto não estabelecer a justiça na terra; os países distantes esperam seus ensinamentos. Eu, o Senhor, te chamei para a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te constituí como centro da aliança do povo, luz das nações, para abrires os olhos dos cegos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere os que vivem as trevas.`”

          Destas palavras de Isaías, tiramos a conclusão que elas o Pai as dirige à pessoa humana de Jesus e a todos os que imitarem o seu exemplo e seguirem os seus ensinamentos. Elas nos apresentam todo um programa de vida para todos os seus filhos, tendo como finalidade principal a implantação da justiça na terra. Pedro, no livro dos Atos dos Apóstolos (10,34-38) esclarece dizendo: “De fato, estou compreendendo que Deus não faz distinção de pessoas. Pelo contrário, ele aceita aquém o teme e pratica a justiça, qualquer que seja a nação a que pertença. Deus enviou sua palavra aos israelitas e lhes anunciou a boa nova da paz por meio de Jesus Cristo que é o Senhor de todos. Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judéia, a começar pela Galileia, depois do batismo pregado por João, como Jesus de Nazaré, ungido por Deus com o Espírito Santo e com poder. Ele andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os que estavam dominados pelo demônio, porque Deus estava com ele.” 

           Mateus, no evangelho (3,13-17) nos conta, com poucas palavras, como foi o batismo de Jesus, e como estamos vendo, assim foi também o nosso batismo. O que está faltando no nosso batismo é acreditar que isto é uma verdade tão importante para todos nós e para o cumprimento da nossa missão. Por isso a nossa vida não tem sentido.

            Monsenhor Antonio Santcliments Torras

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais