Olimpia 24 Horas

MAIS UM NO SANTA FÉ - FLAGRANTE! PM flagra drogas, grana, éter, acetona e 500 pinos vazios

Postado em: 09/02/2019

Uma equipe da Polícia Militar de Olímpia, formada pelos policiais Cb Reginaldo e Cb Diego, durante patrulhamento pelo bairro Jardim Santa Fé, com apoio dos colegas CGP II Sgt Vinícius e Sd Andrioli, de repente se deparou com um indivíduo de nome Brayan. Até aí, sem problemas, o detalhe é que - consta no BO PM - já havia várias denuncias de que Brayan  realizava o tráfico de drogas ali naquele bairro. Sendo assim, ao vê-lo, os policiais foram checar de perto e partiram para a abordagem...

Abordado pelos policiais e identificado como Brayan Gabriel da Silva, 19 anos, passou por uma busca pessoal mas nada de ilícito foi encontrado com ele.

Mas ainda desconfiados de Brayan os policiais lhe indagaram sobre as denúncias que havia sobre ele traficando naquela região, e se em sua casa havia drogas guardadas. Segundo o BO PM, de imediato, sem saída no papo reto com os policiais, Brayan acabou confessando que tinha sim drogas em sua casa, inclusive, Brayan informou até o local onde morava, avenida Manoel Cunha, 126, fundos, ali mesmo no Jardim Santa Fé.

Com a confissão de Brayan os policiais imediatamente voaram para o local. Lá na casa de Brayan, autorizados a realizar buscas no local, ele mesmo mostrou aos policiais uma caixa que estava em cima de uma estante. Localizada pelos policiais e aberta, em seu interior estavam 02 litros de acetona e éter, produtos químicos usados para fabricar " Loló" (um entorpecente preparado clandestinamente) e junto 15 eppendorfs com cocaína. Ainda segundo a PM, ao lado dessa caixa, foi encontrado também 01 saco com cerca de 500 pinos vazios. Mas tinha mais!  Dentro do guarda-roupas, embaixo das roupas, os policiais localizaram mais 07 (sete) eppendorfs com cocaína e ainda 01 balança de precisão de cor vermelha. Ao lado da balança, havia 01 pochete com a quantia de R$ 48 reais em dinheiro em notas diversas, ou seja, grana trocada e advinda da venda de drogas.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão a Brayan Gabriel da Silva, sendo necessário o uso de algemas para a segurança da equipe e do preso.

Preso em flagrante pela PM, Brayan foi conduzido primeiro até a UPA24horas para a elaboração de um laudo médico (exame de corpo de delito), e em seguida, ele foi levado ao plantão policial na central de flagrantes da delegacia de Olímpia.

Lá, o caso foi encaminhado à delegada do plantão, Debora Cristina Abdala Nobrega, que após tomar ciência dos fatos, pelo conteúdo encontrado na casa de Brayan, ela não teve dúvidas em ratificar a prisão em flagrante por crime de tráfico de entorpecentes.


CHAMA O LEO!
E não deu outra, minuto depois de Brayan ser preso, chegava na delegacia o competente advogado olimpiense Leo Bom, ele que durante o tempo todo ficou ao lado de Brayan durante a lavratura do flagrante.

Ali mesmo Léo já preparava uma tese para tentar livrar Brayan da cadeia ainda na audiência de custódia no plantão do judiciário neste final de semana, mas pelo conteúdo encontrado na casa de Brayan, a missão parece mesmo impossível e com certeza o experiente advogado terá que tentar em outras instancias. Mas quem conhece Leo Bom sabe que ele não desistirá e vai tentar provar que Brayan é inocente, claro, acredite quem, e se quiser!


Durante o flagrante foram apreendidas todas as drogas, mais de 500 pinos vazios, o produto químico acetona e éter, a balança de precisão, a grana e um celular , ficando Brayan preso e à disposição da Justiça.


A VERSÃO DE BRYAN...
Em seu depoimento na delegacia, durante o flagrante, Brayan deu a seguinte versão: Que sua prisão foi comunicada para sua mãe. Que na presença de seu advogado Leo Bom disse que está morando no local dos fatos há dois dias a pedido de seu amigo que morava lá e que foi preso. Que nesta data estava em uma lanchonete quando foi abordado por policiais militares que disseram que seu apelido era algo que o autuado não se recorda, momento em que nada de ilegal foi encontrado com ele. Que os policiais o levaram até a casa em que está morando há dois dias e em um quartinho dos fundos localizaram drogas. Que em seu guarda-roupas os policiais encontraram 07 pinos (de cocaína) que realmente são dele que alega ser usuário. Que comprou as drogas com dinheiro que recebeu de seu trabalho. Que o dinheiro apreendido também foi fruto de seu trabalho. Que os 07 pinos que são dele são de cores escuras.

Termina o depoimento informando que nada mais lhe foi perguntado e não havendo mais nada para tratar ou relatar, determinou a autoridade o encerramento do presente termo.

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais