Olimpia 24 Horas

LEI MARIA DA PENHA - Confusão termina com tijolada na cabeça e flagrante por Maria da Penha

Postado em: 18/06/2017

A PM de Olímpia atendeu no final da tarde de ontem, sábado (17), uma ocorrência de Violência Doméstica ocorrida no bairro Jardim Cizoto, Olímpia.

Segundo o BO PM, por solicitação do COPOM, os policiais Cb Vieira e Sd Roberson foram até o local dos fatos onde segundo o BO PM familiares se agrediam mutuamente. No local os policias encontraram envolvidos na confusão, om ex-marido G.B., a ex-mulher dele P.R., as filhas dele N.L. e N.B. e o filho de P. que é de outro casamento. Consta que todos eles sofreram lesões durante a confusão familiar.

Consta no BO PM que durante a confusão G.B. teria sido agredido na cabeça com uma tijolada e permanecia internado na UPA. O caso foi apresentado na delegacia de polícia de Olímpia onde a delegada Dra. Denise Polizelli, após analisar o caso, decidiu autuar em flagrante pelo crime de Violência Doméstica, a Lei Maria da Penha, o autor G.B.. 

Como determina a lei a delegada arbitrou uma fiança no valor de R$ 1 mil reais, valor que no BO não consta se foi ou não pago pelo acusado. Caso não pagasse o valor ele seria levado para a Cadeia Pública de Colina. No BO PM não consta o desfecho tendo em vista que os policiais após cumprirem sua parte, saíram para atendimento de outros casos, ficando o acusado na delegacia. Pode ser que ele tenha pago a fiança mais tarde e tenha sido liberado.

Apoiaram os policiais Cb Vieira e Sd Roberson na complexa ocorrência,  no local dos fatos e depois na UPA e delegacia de polícia, os policiais da ROCAM, Cb Vicentini e Sd Ferri e o CGP Subtenente Queiroz e Sd Narciso.


AS VERSÕES DOS ENVOLVIDOS
A vítima e dona da casa, P.F.R., 39 anos, moradora do local dos fatos, contou em sua versão que estava em sua casa quando chegou a atual mulher do marido dela. De repente ela começou a interferir na vida da minha família e meus filhos não gostaram da atitude dela. P.F.R. disse que ele (G.B.) também chegou e começou a agredir a filha dela (N.L.). Após agredir N.L., G.B. agrediu também a própria ex-mulher P.F.R. Em seguida, consta que G.B. agrediu também o filho dela de outro casamento, R.. 

Já a outra vítima, N.L. que é filha de G.B. contou que a esposa atual do pai dela chegou lá na casa querendo dar uma dura na irmã dela. N.L.disse que não gostou e mandou ela ir embora quando de repente o pai dela, G.B., começou a agredir todos na casa. Foi quando sua irmã N.B. deu uma tijolada na cabeça dele e ele foi embora do local.

Outra irmã e vítima, N.B., para defender a mãe e os irmãos que eram agredidos por G.B, confirmou a versão da irmã. Ela disse que pegou um tijolo e desferiu uma tijolada na cabeça do pai dela (G.B.). Segundo o BO PM estas são as versões de todos os envolvidos na confusão familiar que acabou na delegacia de polícia de Olímpia. 

Leia Também

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais