Olimpia 24 Horas

FLAGRA DUPLO! PM recebe denúncia e flagra jovens com drogas na casa de um deles

Postado em: 11/11/2017

Na tarde desta sexta-feira, 10, a PM de Olímpia prendeu em flagrante mais dois jovens olimpienses suspeitos de prática de tráfico de drogas na cidade. Tratam-se de Samuel Angelo Maximo Silva, segundo o BO PM, desocupado* morador do bairro COHAB IV e Marcos Antonio Barbosa Junior, também segundo o BO PM, desocupado* e morador do bairro CDHU III.

Samuel Angelo e Juninho, presos durante ação da PM de Olímpia

Consta no BO PM que no decorrer do serviço da equipe do CGP Cb Rocha, ele e o Sd Pessoa, receberam uma denúncia anônima, via CAD (Centro de Atendimento e Despachos da PM), onde o denunciante informava que dois jovens, (Samuel e Marcos Antonio) praticavam tráfico de drogas na residência de um deles (Samuel). Com o apoio do Comando de Força Tenente Vilela e Cb Araújo, os policiais se juntaram e foram para o local, alvo da operação para apurar se de fato a denúncia procedia ou não. Importante ressaltar que omitimos o endereço para preservar a família que nada tem a ver com a ação dos acusados.

Lá, durante incursão nas proximidades da casa do suspeito Samuel, ao avistar os policiais, ele saiu correndo para dentro da casa onde, segundo o BO PM, tentou se desfazer de 12 microtubos na caixa acoplada do vaso sanitário de um banheiro. Percebendo a intenção do jovem, os policiais o acompanharam e rapidamente o detiveram no local. Durante a revista pessoal nele, os policiais encontraram a quantia de R$ 140 reais em dinheiro e mais 06 pinos de cocaína.

Ainda durante a ação, o outro suspeito, Marcos Antonio Barbosa Junior, foi detido num dos quartos da casa sendo que durante a revista pessoal, com ele foram encontrados mais 05 pinos de cocaína e ainda a quantia de R$ 124 reais.

Diante das evidencias foi dado voz de prisão aos dois e ambos foram levados para a delegacia de polícia de Olímpia.

AS VERSÕES DOS DOIS SUSPEITOS
Segundo o BO PM, Samuel recusou-se a dar sua versão e usou o direito (por lei) de permanecer calado. Mesma tática usada por Marcos Antonio, e claro, respeitada pelos policiais.

PARENTES ACIONAM ADVOGADOS
Os dois nem bem chegaram na delegacia e dois advogados já aguardavam para acompanhar as oitivas e tentar evitar os flagrantes. Tratavam-se do advogado Leo Bom e Silvio Ribeiro. Leo Bom foi contratado para defender o jovem Marcos Antonio. Leo Bom frisou que seu cliente tem a profissão de soldador*.  Já o advogado Silvio Ribeiro foi para defender o jovem Samuel e disse que ele é ajudante de pedreiro*.

A VERSÃO DE MARCOS ANTONIO NA DELEGACIA
Já no depoimento do jovem Marcos Antonio na delegacia, defendido por Leo Bom, ele alegou que foi na casa de seu colega Samuel para almoçar. E, quando faziam o almoço,  chegaram os policiais militares e abordaram ambos dentro da casa. Que eles foram detidos e revistados e que com ele havia a quantia de R$ 124 reais que seria fruto de seu trabalho como soldador. Marcos Antonio confessou em seu depoimento que foi surpreendido com 05 pinos de cocaína que ele havia comprado para o consumo próprio*. Que não viu se apreenderam dinheiro ou drogas com seu colega Samuel e que nada sabia dizer sobre a apreensão. No final do depoimento o jovem Marcos Antonio entra em contradição ao afirmar que não é usuário de drogas, ou seja, contrariando o que disse anteriormente*.

Atentos o tempo todo, os advogados acompanharam o passo a passo dos iminentes flagrantes e ouviram a ratificação das prisões feita pelo delegado João Brocanelo Neto, presente no plantão, ele que após se inteirar dos fatos, com seus (grandes) conhecimentos jurídicos - tanto que é professor de Direito em universidades - formou convicção da prática do delito de trafico de drogas exercida pela dupla. Diante do seu entendimento, ele decidiu autuar os dois jovens em flagrante pelos crimes de Tráfico de Drogas.

Após o registro policial os dois, Samuel e Marcos Antonio foram encaminhados para a Cadeia Pública de Colina onde ficaram à disposição da Justiça. Eles participariam de audiência de Custódia no plantão judiciário deste final de semana, claro, devidamente acompanhados dos seus defensores, advogados Leo Bom e Silvio Ribeiro, audiência onde teriam seus destinos decididos: rua ou cadeia.

As drogas, segundo o BO PM, 10 pinos de cocaína e 12 pinos vazios, e ainda a quantia de  R$ 264 reais em dinheiro e mais 02 celulares, tudo foi devidamente apreendido pela Polícia Civil e farão parte do Inquérito Policial instaurado contra os dois suspeitos.

A ocorrência que começou por volta das 15 horas só terminou mesmo após as 18 horas.

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais