Olimpia 24 Horas

CRIME AMBIENTAL - Ambiental flagra dois caçando Javalis, um deles acabou preso em flagrante

Postado em: 06/11/2019

Por volta das 20 horas desta terça-feira, 05, compareceram na delegacia de polícia de Olímpia os policiais ambientais Cb Devechi e Cb Assunção, eles que conduziam, preso em flagrante, o olimpiense Vlademir Benevides de Souza, 32 anos, ajudante geral e segundo o BO PM, morador da Fazenda Mon Plazir, bairro rural Laranjeiras, Olímpia, após ser flagrado em crime ambiental.

Segundo relataram os policiais ambientais, nesta noite eles se encontravam de serviço, efetuando patrulhamento ambiental de rotina nas margens do Rio Turvo quando por volta das 20 horas eles avistaram vários fachos de luz o que aparentava serem caçadores. 

Diante da situação os policiais passaram a monitorar as luzes e a atividade delas, até se aproximarem da fonte de luz quando então descobriram tratar-se de caçadores em um veículo.

Quando os policiais tentaram a abordagem o veículo adentrou uma porteira, ou seja, se afastando da VTR da Polícia Ambiental, mas mesmo assim, os policiais foram para cima e conseguiram efetuar a abordagem.

Revistados pelos policiais com eles foi encontrado apenas um "slaend bin" e em seguida eles foram identificados como Vlademir Benevides de Souza e Dorcílio Miranda da Rocha junior, 38 anos, técnico em eletrônica e morador do Jardim Leonor em Olímpia.

Como deve se recordar o leitor, Dorcílio é um dos caçadores que participavam recentemente daquela caçada em Guaraci que por uma fatalidade, culminou com a morte de um dos caçadores por um disparo acidental, conforme o BO/PC daquele outro caso. (Veja a matéria deste outro caso no final desta reportagem).

Desconfiados da dupla os policiais decidiram dar uma geral na área onde o veículo passou antes, foi quando, cerca de 200 metros do local, os policiais encontraram uma espingarda calibre 28, da marca Rossi, contendo um porta cartuchos acoplado a coronha e 08 cartuchos calibre 28, sendo 07 intactos e 01 deflagrado.

Questionados pelos policiais ambientais, Vlademir assumiu ser o dono da arma bem como informou também não possuir nenhum documento da mesma. Imediatamente Vlademir recebeu voz de prisão em flagrante ele que foi conduzido, junto com a testemunha Dorcilio, até o plantão na delegacia de Polícia de Olímpia.

Lá, apresentados à autoridade policial, Vlademir teve a prisão ratificada por infração ao artigo 14 da Lei 10.826/03 e artigo 29 da Lei 9.605/98 combinado com o artigo 69 do Código Penal Brasileiro.


ADVOGADO LEO BOM VOA PARA A DELEGACIA
Instantes depois comparecia na delegacia de Olímpia o advogado olimpiense Dr. Leo Bom (Foto), ele que assumiria a defesa de Vlademir. Muito bem orientados pelo advogado, Vlademir e Dorcílio prestaram seus depoimentos à Polícia Civil.


A VERSÃO DE VLADEMIR
Em seu depoimento, ao lado do advogado Dr. Leo Bom, Vlademir alegou que convidou Dorcílio  para buscar leite na fazenda onde ele trabalha. Que quando Dorcílio chegou na fazenda eles combinaram uma caçada de javalis. Que durante a caça, ao escurecer, Dorcilio conduzia a camionete e ele, Vlademir, ocupava a carroceria com a espingarda e alguns cartuchos. Que trafegavam pelos carreadores dos canaviais da fazenda onde ele mora e trabalha. Que a caçada já durava 40 minutos quando chegaram em uma porteira onde fica um piquete, eles adentraram o local e após o fechamento da porteira, eles avistaram um veículo vindo em direção deles, foi quando perceberam tratar-se da camionete da Polícia Ambiental e de imediato pararam quando ele, Vlademir, jogou a arma no pasto ao lado. Que em seguida os policiais chegaram e fizeram a revista neles. Que em seguida foram levados para a delegacia de Olímpia.


A VERSÃO DE DORCÍLIO
Em seu depoimento Dorcílio confirmou que seu amigo Vlademir o convidou para ir até a fazenda buscar leite. No restante de sua versão, Dorcílio apenas ratifica a versão do amigo.


Segundo o BO/PC, a autoridade policial deixou de arbitrar fiança ao indiciado Vlademir tendo em vista estar presentes os requisitos do artigo 322 do CPP, e por isso, ele ficou preso e à disposição da Justiça. Vlademir seria apresentado em audiência de custódia nesta quarta-feira, 06.

Quanto ao seu colega de caça, Dorcílio, segundo o BO/PC, foi lavrado um Termo Circunstanciado (TC) nº 49/2019 de natureza artigo 29 da Lei 9.605/98 - Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida: Pena - detenção de seis meses a um ano, e multa.

Dorcílio foi liberado em seguida ficando apenas como testemunha do flagrante contra o próprio amigo Vlademir.


DR. LEO BOM CONSEGUE LIBERTAR VLADEMIR NA AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA
O competente advogado olimpiense, Dr. Leo Bom, compareceu na audiência de custódia e com o seu bom desempenho, conseguiu a liberdade de seu cliente Vlademir, mediante o pagamento de fiança de forma parcelada e ainda algumas medidas cautelares, uma delas não voltar a caçar novamente, pelo menos por enquanto. Com sua ótima atuação mais uma vez, Leo Bom acabou livrando Vlademir da Cadeia. Mas claro, o processo continua e Leo Bom vai acompanhar detalhe por detalhe.

Mas será que ele não volta a caçar mesmo? Sei não hein?


VEJA ABAIXO A CAÇADA EM GUARACI QUE TERMINOU EM TRAGÉDIA RECENTEMENTE...

GUARACI - FATALIDADE! Caçada termina com um homem morto por Tiro Acidental
https://www.olimpia24horas.com.br/noticias/guaraci-fatalidade-cacada-termina-com-um-homem-morto-por-tiro-acidental/3/17527

Leia Também

Entre em Contato

(17) 99769-5656 WhatsApp

[email protected]

Jornalista responsável:
Julio César Faria
Julião Pitbull - MTB 53113

Cadastre-se e receba
Informativos
Olímpia24Horas nas Redes Sociais